Terça-feira, 12 de Junho de 2007

Placar






De baixo vejo-o recto,

Quadro cinzento e perfeito,

Ao longe ofusca, de perto rompe,

De cima de longe corrompe.

 

Placar de térbio,

Mecânico débil.

Olham-te mórbido,

Num compasso subtil.

 

Somos essa placa,

Pregada e colada,

Sombras olhadas e apreciadas,

Fazemos parte da decoração!


 


 

João Gouveia 12-06-07


publicado por Profeta às 04:13
link do post | favorito

§ ver perfil

§ seguir perfil

. 1 seguidor

§Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


§Profecias

§ Álvaro de Campos - "Acord...

§ O Piano

§ Placar

§ Chuva

§ Ciclo

§ Porquê: Texto Crepuscular

§ Estonteamentos Turvos

§ Traços de uma Miúda

§ Adormecido

§ Lírios Sádicos e Perpétuo...

§ Mentira

§ Seis Meses - Devagar

§ "Falta Cumprir-se Portuga...

§ Pedra Seca

§ Adeus Coimbra, Adeus Port...

§ A Profecia, A Asma e o Ob...

§ Fase II - O Adeus à Casa ...

§Antigo Testamento

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007